OS CUIDADOS COM A VISÃO NO VERÃO.

10-acessorios-must-oculos-de-sol

A professora doutora Keila Monteiro de Carvalho, secretária-geral do CBO, participou do ProgramaMulheres, da TV Gazeta, na última quinta-feira, quando orientou a população para os cuidados com os olhos no verão, que tem início ainda em dezembro.

Assista a participação da professora na íntegra clicando no vídeo acima. Se preferir, veja abaixo a transcrição das principais perguntas e respostas que foram apresentadas durante o programa. Conscientize- se!

Mitos e verdades: cuidados com os olhos no verão

Óculos escuros são fundamentais para a proteção dos olhos. Sua compra deve ser feita com cuidado e não apenas como um adereço fashion, não é verdade doutora?

Sem dúvidas. Existem normas da ABNT referente ao filtro destes óculos escuros para a proteção ultravioleta, portanto, o consumidor sempre deve procurar, no ato da compra dos óculos, a etiqueta que comprova que o material possui este filtro.

A gente sabe que no verão as pessoas passam com mais frequência o protetor solar e também hidratantes. Com o calor acentuado, esta maquiagem acaba derretendo e afetando diretamente os olhos, causando alergias. Qual a solução para evitarmos esse problema?

Sem dúvidas! Nós recomendamos que o protetor solar seja passado apenas na área superior do rosto e na pálpebra inferior. Evite a pálpebra superior, pois realmente pode ocorrer de escorrer o produto para dentro do olho e esta ação causa alergias, irritação. Se houver uma irritação maior na córnea a pessoa pode até sentir dor, então se evita o uso de substâncias externas pouco acima dos olhos.

Quem usa lentes de contato precisa ter um cuidado especial com a higiene destas lentes no verão?

Quem usa lentes de contato e as usa muito bem já possui uma adaptação própria. No verão não existe nada tão diferente para ser feito, a não ser se a pessoa tiver realmente alguma alergia. Neste caso, com a chegada do verão, esta alergia pode aumentar , o olho fica um pouco mais seco justamente pelas condições de absorção maior do ambiente, então quem usa lentes de contato precisa redobrar os cuidados com a lubrificação.

Os olhos claros são mais sensíveis. Isso é um mito ou uma verdade?

Sem dúvidas isso é um mito. As pessoas que têm mais dificuldades com os raios solares possuem o que chamamos de fotossensibilidade e isso é muito individual. Agora, existem doenças, principalmente da retina, que ocasionam esta fotofobia de modo mais acentuado, então, se a pessoa tem uma grande dificuldade com os raios solares, principalmente no caso das crianças que não conseguem abrir os olhos no sol, precisam ser examinadas, pois podem ter algum problema ocular.

O calor contribui para a propagação da conjuntivite?

Um pouquinho, pois o calor propicia uma evaporação maior. Então, aquela lágrima que tem uma tonicidade normal passa a ficar um pouquinho mais viscosa e naturalmente muda a fisiologia. O uso de lubrificantes, principalmente para quem usa lentes de contato, se justifica. Existem, inclusive, as conjuntivites primaveris e aquelas mais comuns no inverno, que são causadas por vírus.

Nos dias quentes o uso de óculos de grau é mais indicado do que o uso das lentes de contato?

Não chega a tanto. A pessoa que usa as lentes de contato, tomando os cuidados necessários principalmente com a lubrificação, pode manter seu uso normalmente. Olho vermelho e uso das lentes não combinam e isso é uma verdade sempre! Se o indivíduo está com o olho vermelho e é usuário de lente significa que alguma coisa está errada e deve ser examinada.

A compra das lentes de contato em qualquer lugar, sem a prescrição médica, pode acarretar em problemas sérios, não é mesmo?

Nós consideramos que a adaptação das lentes de contato é um ato privativo do médico oftalmologista, pois ela fica em contato direto com o olho e está mergulhada na lágrima e em contato com a córnea e a conjuntiva. Então toda a superfície externa do olho tem uma alteração de sua fisiologia com as lentes de contato.

Esfregar a água do mar nos olhos após sair pode ser prejudicial?

Neste caso, o que é prejudicial é o ato de esfregar. A água do mar tem um pouco mais de contaminação evidentemente, mas a da piscina, de certo modo, é até pior, pois além dos contaminantes ainda é acrescida de cloro e outros fatores de tratamento que podem causar uma irritação química nos olhos. Esfregar que é o grande problema, pois o olho é muito molinho, a córnea é muito mole. Então, ao fazer o movimento de esfregar, a pessoa está, entre aspas, amassando os olhos e isso não é muito conveniente. Recomendamos sempre que em hipótese nenhuma o cidadão deve esfregar os olhos e isso vale durante todo o dia.

 

Fonte- CBO

%d blogueiros gostam disto: